Contra o Tempo…Só o Amor

0 Flares 0 Flares ×

O Brasil entrou no horário de verão e eu pareço ter entrado em órbita. O tempo aqui não anda, ele voa. Não estamos apenas 4h na frente, estamos dias. Eu acordo e, em um piscar de olhos, já estou na cama novamente. O relógio não perdoa. A paisagem também não. As dores, continuam as mesmas.

Perdemos o Horus nesse domingo. Acordamos com seus miados de dor, corremos ao veterinário mas, não houve tempo. O tempo, mais uma vez. Este, que me tortura há dias. Este, que é incontrolável. A famosa corrida contra o tempo. Tempo é dinheiro. Tudo isso é uma verdade, estamos lutando com ele e contra ele todos os dias, ou, o ‘tempo’ inteiro.

Tempo. Quanto tempo tem uma dor. Uma saudades. Uma lágrima. Uma alegria. A nossa felicidade. Como se mede o tempo, como calculá-lo e saber que estamos à sua frente ou que ele está a nosso favor. Há uma música do Musical Rent, chamada ‘Seasons of Love’- Que podemos traduzir como ‘Tempos de Amor’ ou “Temporada de Amor”. A letra é bastante interessante, pois fala em medir a nossa vida em amor, nosso tempo. Meça em amor.

Amor. Gostaria de poder tocá-lo e usá-lo como uma arma visível contra todo esse Tempo desgastante e todas essas dores que parecem infinitas. Ás vezes, sentí-lo apenas, não basta. A força acaba. O escudo cai. O corpo arria. O tempo vence. Mas o tic-tac reinicia já no segundo seguinte, porque ele não para. E há de se levantar e encará-lo frente a frente, gritar se preciso for e tê-lo como aliado.

Não, não é fácil, porque ele pode te desestruturar, fazer seu mundo “cair” e, quando você perceber, ele terá passado mais ainda. Não se renda. Não caia nunca. Nem perante a dor mais cortante. O tempo é uma luta diária, mas pode ser uma solução amiga. E se começar a te enlouquecer, em algum momento, cale-o. Nem que para isso você precise desligar todos os relógios. Acompanhe apenas pela mudança do Sol. Essa calma pode ser a melhor arma contra ele. Shhhh, não fale alto. Se você não se render, ele se rende.

56 dias de Itália. 40 dias lutando contra o tempo. Agora mais do que nunca. Um dia pode mudar, literalmente, minha vida. Um dia. Uma escolha. Mas ele há de se render, porque eu estou armada de amor.

Descanse em Paz nessa bela paisagem, Horus! Agora, nos braços de São Francisco de Assis.

IMG_9059[1]

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Anteriores

A arte de sorrir

Próximo

Escutar é preciso

  1. Maninha

    Que Horus esteja descansando com São Francisco acarinhando ele! Que pena!
    Manenha, tudo isso entrou em minhas orações! Tenho ctz que dará tudo certo! Beijão e to aqui, sempre!

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén