O Amor Acontece

0 Flares 0 Flares ×

Talvez por minha amiga ter casado ou porque tenho escutado muito sobre relacionamentos, essa semana, fiquei um tanto quanto pensativa. Reabri emails antigos, não sei para que e deparei-me com a menina de alguns anos atrás. Entre tantas mudança, sempre fui uma apaixonada visceral. E mais do que falar, sempre gostei de escrever sobre Amor!

Houve um tempo em que eu acreditava que eu poderia morrer “dele”. Que desperdício seria. Logo ele que nos salva! Apaixonada por esse sentimento, nesses dias mais sensíveis, dei-me conta de que ele está no ar e de todas as maneiras.

Ah! As coisas boas que nos acompanham mundo a fora, dentro de nós. Ainda bem!

E lá vem ele fazer-me sorrir de novo.

“Como é difícil gostar de alguém”, ela reclama. Sim

“Se ele estivesse tão envolvido quanto eu, já teria tomado uma atitude.” Talvez.

Diferentes gerações. Diferentes personalidades. Diferentes lugares. Todas mulheres. Todos humanos. E sentimos tão igual. Não há idade ou regra. Quando pensamos que vamos acertar, saindo com alguém, supostamente, mais maduro, percebemos que isso poder ser ainda mais complicado.

Porque isso vai muito além do nosso controle. Pode ser tão maior do que nós que, o fato de estarmos envolvidos, nos paraliza no tempo e nas ações. Ficar em silencio e ignorar uma mensagem, pode ser uma maneira de não demonstrar que também estava morrendo de saudades.

“Parecemos duas adolescentes falando por horas sobre nossos casos!”

Totalmente! E quem quer ser mais velho nessas horas? Na hora que a risada sai á toa, sai leve, na hora que as borboletas dominam o estômago e nada mais importa. Embora haja muita coisa para se preocupar, o mais gostoso é poder planejar o final de semana e deixar o resto rolar.

O que temos a perder? Quando se ama já perde-se tudo. Os limites, a direção, o pensamento. Expomos nossa alma. Nada mais assusta.

“Poxa, mas é muito ruim imaginar que podemos não ser amados de volta.”

Sim. Mas Nelson Rodrigues dizia que ‘amar alguém já é suficiente, muitas pessoas nem isso conseguem, quanto mais amar e ser amado’. Não conforta, eu sei. Mas há um ponto. Este, onde amar é o que vale. Poder compartilhar com o mundo, fazer o bem através dele e, até, ajudar alguém á amar.

Amar se aprende amando…Dizia Drummond.

Então por que nos escondemos tanto? Por que tantos jogos de amor, diz que me diz e sentimentos afogados, para poupar o outro da verdade? Por que estamos sempre nos controlando, não podíamos simplesmente gritar Eu Te Amo! E tudo bem? Há hora certa para tudo, até para sentir. E o que fazemos nós então, apaixonados e loucos para nos atirarmos do precipício…Não é justo!rs

“Tenho medo de perder.”

Eu também. Mas amar nunca é em vão. Não perde. Ganha para a próxima fase. Ainda que pareça que não temos mais saúde para lidar, sempre iremos querer mais.
Não sei quanto a você, mas eu amo amar. Eu amo sentir-me assim.

Passamos madrugadas falando sobre o mesmo assunto e isso não cansa.Dividimos as lágrimas e as risadas. Compartilhamos das mesmas dificuldades e compramos as dores umas das outras. Isso sempre.
Mesmo á distância.

” Mas o que acontece aí em Londres, afinal, amiga?!”

Muita coisa. A noite torna-se dia. Viro vampiro. Ás vezes, caio da cama. Outras vezes, esqueço onde estou. O coração bate acelerado e a concha obriga-me a olhar para mim. A todo segundo estou encarando uma pessoa apenas. Eu mesma. E aí o baú abre e o enxoval todo transborda.

Muita coisa acontece aqui. A vida acontece.

Mas o que eu mais gosto é de ver que a minha essência não mudou, ela aperfeiçoou, se posso assim dizer. E que os sentimentos lindos nunca nos deixam, seja onde for, eles acontecem. E estão acontecendo aqui também.

Já não me lembro mais porque comecei a falar sobre isso. Só sei que hoje eu senti uma saudades boa de você.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Anteriores

Bem Demais

Próximo

Um Abraço para Esquentar

  1. Giselle Melo

    Ah como é lindo o amor,mas como dói e faz sofrer..
    “Amor é ferida que dói e não se sente”…(será?)

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén