0 Flares 0 Flares ×

Queria não precisar me preocupar com certas coisas. Pelo menos não a todo tempo. Quando você pensa que o castelo está sendo construído sob controle, vem a onda forte e o derruba. Hora de recomeçar. Acho que é até mais simples do que eu imagino, mas eu nunca saio ilesa.

O problema não está na cidade e nem em mim. Está no entorno. A falta de lugar mesmo quando se está em um lugar. Não é meu se eu não posso decidir a cor da parede ou se coloco plantas na sacada. Não é meu se não posso dizer ‘sim’ e ‘não’. Se não há respeito pela minha palavra e se o dinheiro não paga meu sossego, não é meu. E se a presença não faz diferença então, não tem porque ficar.

Que bom enxergar isso.

Londres vai bem, mas continua gelada apesar de alguns dias de Sol e do horário de verão. Agora temos dias mais longos de frio. Eu vou bem, mas essa semana eu quis o colo dos meus pais. Não sou tão forte assim quando estou sozinha e diante de um penhasco. Saí em busca das flores, hoje, mas a chuva veio e junto o frio e o cinza. Adiei o dia no parque e busquei conforto dentro da igreja. A sensação é maternal.

Escrevo de frente ao Altar da St.Patricks Church. Aqui eu não tenho medo de pensar demais.

Outro dia, um colega no trabalho perguntou-me por que eu estava tão calada. Respondi que estava pensando. Ele não entendeu o que me fazia pensar tanto. Fez parecer como se fosse algo estranho ou perigoso. Talvez seja. Talvez seja desnecessário pensar tanto. Porque é bem verdade que vamos do nada ao lugar nenhum enquanto rodamos nas mesmas questões.

Mas gosto de acreditar que os pensamentos nos movem de alguma maneira.

Penso que ainda tenho Fé nessa primavera, mas devo confessar que o meu castelo foi destruído e não sei se quero reconstruí-lo aqui. Ou agora. É triste ver cair. É triste querer sair quando um dia se quis muito ficar. Mas como uma boa espírita eu sei que nada é por a caso. Por isso, sim, eu ainda tenho Fé na primavera. Fé em mim e no que irei encontrar.

Idade. Fase. Novas verdades.

Hoje eu só quero que termine bem. Amanhã, quem saberá.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×