Tag: Friends

What I want not what I need

Ler mais

Next Time

Next time

I will do not cross our eyes, will not ask where they are from and I wont get interested about ages.I will do my job and I will ignore all voices around. I will skip conversations, not share smiles or tears and much less secrets. Feelings never ever! Yes, next time.

Next time I will not ask about family or how was the day. I will not want to know if are they happy or sad or if they need anything. Also, I will not offer my help anymore. No. Next time I will be alone and wont look to the sides.

Next time

I will not accept the invitation for pizza or mojitos. I will not be until the early hours laughing and neither will have dinner at the chinese restaurant, to eat whatever it is. Next time there will be no high heels to become more beautiful, nor will I make new plans, because I wont make new friends.

I will do not bother anybody with joy and not ask for any advice. I won’t ‘give myself’ to anyone or give any space. No entry, fragile heart. Next time I will keep save emotions and feelings.

Next time

Yes. I will be like this and also an empty person. If I had avoided all of these things in the beggining, I would not have shared the laughter nor the craziness. Wouldn’t have lived their twenties with the ideal maturity of my thirty. Yes. I would have missed the hugs and the ‘good mornings eyes’. Fifteen hours at work sustained by good mood because there were friends.

I wouldn’t be feeling what am I feeling at this moment, the mixture of love and ‘saudades’- missing. I would not have the exchange of thoughts and languages. I wouldn’t even be able to write this text, because there would be no words to share, since there would be no feelings.

When it arrives to thirty you think you have control over everything and it will no longer suffer. Friends? Going away? Vacation? C’mon! This does not affect me anymore.

I wish…

The ‘punches in the stomach of the goodbye’ worth when we know that there will be a new hello. Sooner or later. At their border or mine. The circle of life. Because memories are forever. It becomes art, books, short stories at the dinner table. The pleasures of our days, whatever the age is. I do not want to avoid life, I pay the price. I am grateful to be able to “feel”.

Then, its better to say: hasta mañana, hasta la vista, ci veddiamo, até logo, see you later. Next time.

Kilburn

Eu costumo dizer que quem tem amigos tem tudo na vida. Muitas vezes, até mais do que família. Vinícius de Morais falou que “Amigo não se faz, reconhece.” Eu adoro acreditar nessa teoria! Assim como adoro acreditar que há Anjos em forma de pessoas que surgem para nos ajudar quando mais precisamos.

Eu tinha data para sair do apartamento onde eu estava, em Barking. Eu sempre soube disso e já tinha até para onde ir. Mas não estava segura com a decisão tomada, a energia não batia com o lugar e não estava a vontade. Mas eu precisava de um piso e, quando a necessidade aperta, a gente fecha os olhos e vai.

Até que um dia:

“Amêndoa, fala com uma amiga minha que mora aí em Londres, de repente ela pode te ajudar!”

Claro, por que não!? No mínimo fico conhecendo pessoas novas e isso é luxo quando estamos fora do nosso país de origem.

Fui encontrar a tal da amiga em um Café, onde haviam outros brasileiros reunidos fazendo um som Mineiro com sabor de casa.

Seja Bem-Vinda! Em 10 minutos de conversa compartilhávamos pensamentos semelhantes, crenças e arte. Mais 5 minutos e a solução veio em suas palavras:

“Estou indo para o Brasil de férias. Fica no meu apê por um mês!”

Como assim!?

Sim!

Um mês! Tudo o que eu precisava.

Como é possível alguém que nunca tinha me visto antes, nem sequer ouvido falar de mim, no primeiro ‘oi’ confiou em meu olhar e estendeu-me a mão, quando eu mais pedia internamente por uma nova solução. As pessoas que os Anjos colocam em nosso caminho e que, a única explicação para isso, é a espiritual. Gosto assim. Prefiro assim.

Kilburn. Norte de Londres. Mais perto do centro. Mais perto dos Beatles.

“Que minha casa possa trazer-lhe, nesse um mês, a Paz e a tranquilidade que você procura.”

Não tenha dúvidas. Meu silêncio reencontrado e minha individualidade de volta no lugar. Escrevo, ao som de Ravel, de frente para uma vista com prédios no estilo Victoriano como aqueles do filme do Peter Pan.

Não procuro explicação para esse sentimento de leveza. Deixo fluir ao longo das horas. Sinto-me cada vez mais Londrina incluindo todos os defeitos e a solidão desse céu cinza. Mas não gera tristeza. Gera compreensão. Satisfação.

Minha terceira casa em 4 meses. E não será a última. Meu terceiro bairro, minha terceira linha de metro, minha terceira experiência dentro do meu mundo novo. E novos passos, novos amigos, novos caminhos…Que sorte a minha!

Quem tem Amigos tem tudo mesmo. E quando estamos de bem, as coisas acontecem de coração!

Namastê!

IMG_9800[1]

Felizes Para Sempre…

Copa2014

Da série: I wanted to be there…2

The day has arrived!

Aquele 1 ano que faltava, chegou. Aquela sensação de: “Nossa, vai demorar demais”, chegou. Ontem foi seu dia de Noiva e eu acordei com uma msg sua carinhosa no telefone. Estamos longe, mas fizemos ser perto.

“Bá vai se arrumar! Hoje você casa. Hoje você dará aqueles enormes passos em direção á uma vida a dois.”

Casamento. Se podem viver juntos, por que então, continuarem ‘separados’. A prova da vida em forma de amor. Mais do que promessas no altar e assinaturas em Cartório, a prova será diária: Entre o acordar e dormir juntos, a intimidade explícita, o desejo de seguirem pelo mesmo caminho.

O Amor sendo o regente, acima de qualquer coisa.

Lembro-me do dia em que contou que ficariam noivos. Tinham decidido então, após 5 anos- ou mais- de namoro, oficializar o que já era oficial. Uma relação de confiança! Lembro-me das primeiras conversas sobre vestido, bolo, lista de presentes. Quando seria a data, o que pensava em servir no jantar e o que nós, amigas, aprontaríamos para a sua despedida de solteira.

Eu tinha meus planos em mente. Eu sabia que estaria distante em cada um desses momentos mas, não no dia do “Sim” mais aguardado do ano. Dentro do que eu planejava, já estaria de volta nessa data. Mas parece que minha vida não curte muito essa história de “ser planejada” e, muito mudou-se no caminho.

Quando eu tive vontade de correr da Itália direto para braços conhecidos no Brasil, tive a certeza de que estaria ao seu lado nesse dia. Ver você entrar na igreja era uma das razões mais fortes para eu voltar. Mas as horas giraram novamente. Eu precisava escolher entre seguir em frente ou dar uns passos para trás. E não que esses passos seriam ruins, não. Mas é que eu precisava seguir.

Não foi a escolha mais fácil perder uma passagem e perceber tudo o que eu perderia aí. Te contar foi a segunda parte mais difícil. E foi um peso. Mais uma vez, era algo que eu precisava fazer por mim. Escolher sempre será perder e, ultimamente, ‘escolher’ tem sido minhas pequenas “torturas”.

Ok Universo, eu já entendi que não se pode ter tudo o tempo inteiro mas…Emoções.

A emoção de ver uma amiga casando é indescritível. Ver que chegamos nessa fase da vida é indescritível. Os 30 anos nos levam a isso. Não somos mais adolescentes, nossas decisões mostram pouco a pouco o que vamos nos tornando e querendo. A essência de cada uma continua a mesma, isso não muda. Mas sofremos leves adaptações, ás vezes mais pesadas e caminhamos para o crescimento natural.

Quando percebemos, estamos casando, tendo filhos, comprando apartamento…Ou mudando de país, de emprego, de sonhos. Mas isso é parte da vida. Quando tomamos as rédeas dos nossos destinos e nos sentimos ‘Gente Grande’. E é simplesmente lindo chegar a esse ponto de braços dados com alguém e, poder dividir com amigos e familiares.

Minutos antes de entrar na igreja, você me enviou uma foto linda sua de noiva. Eu estava dentro do metro e não pude acreditar. Linda! Uma princesa! Como você merecia! No seu dia eu ganhei o maior presente. Poder estar mais perto de você, ainda que longe, geograficamente. Compartilhar da sua alegria e poder passar um pouco do que eu estava sentindo aqui desse lado.

Eu prometi não chorar. Mas eu também prometi tantas outras coisas então, truco!rs

Amiga, tudo o que é preciso é amor…E que ele nunca falte nos seus dias e nos do Vinícius. Que voces nunca percam essa alegria de levar a vida e o relacionamento. E que hajam sempre mais flores do que espinhos. Andar até o altar foi só o primeiro passo. O início de tudo que vocês tem sonhado juntos e que ainda está por vir.

Obrigada século 21 e minhas amigas queridas que, via Skype, colocaram-me presente nesse dia tão especial. Impagável ver seu rosto entrando na Igreja!

E como você mesma falou:
“Isso vai para a nossa vida, amiga! Nossa amizade!”

 IMG_9563[1]

“Que seja infinito enquanto dure…!”

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén